© 2015 por Bebê Leitor. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Tags
Destaque

O que é o Bebê Leitor

1/1
Please reload

Resenha: "Seu Léo e o Pintadinho"

05.11.2015

 

01

Por que ler?

 

A primeira vez que li este livro, quase morri do coração: parecia até que a autora estava contando a minha história de amor pela minha filha Bibi, então um bebê com 15 meses. Uma história de cuidado, carinho e paixão - sentimentos que geralmente sentimos fortemente durante os primeiros anos de vida do bebê, quando a nossa dedicação ao nosso filhote está acima de tudo. 

Odette de Barros Mott é uma grande autora brasileira de livros infantis, um pouco esquecida pelo mercado editorial (embora tenha publicado mais de um milhão de livros e recebido o prêmio internacional Hans Christian Handersen - o mais importante do segmento de livros infantil no mundo). Nessa história singela, o sitiante Leo não podia imaginar que os cuidados com o porquinho recém nascido fossem se transformar em uma relação de amor. O menorzinho da ninhada, Pintadinho não conseguia mamar e só chorava. Seu Léo levou ele para casa, improvisou uma mamadeira para dar de mamar, ninou o pequenino no colo.  Se o porquinho chorava, ele logo acudia. Quando começou a andar, Pintadinho só queria saber de ficar perto do Seu Léo. Se você também se identificou com a relação entre os personagens, não estranhe. Quando cuidamos, amamos. E no final, Odette faz essa revelação: Seu Léo virou o primeiro amor do Pintadinho. Ainda me lembro dos beijos amorosos e sem fim dos meus filhos pequenos. Aí, que saudades! É verdade, o tempo passa e os filhos crescem e os beijos e os abraços diminuem um pouco... Por isso continuo adorando este livro. Ele me faz lembrar deste tempo de bebê, cuidado e amor sem fim. 

 

02

Como ler?

O texto é formado por parágrafos curtos, distribuidos pelas páginas do livro. Fácil de ler em um momento tranquilo, como na hora de dormir. As ilustrações são bem realistas e facilitam o entedimento da narrativa pelo bebê. Elas foram feitas por Sandra Aymone que acertou no traço simples e cheio de afeto. Dá para chamar a atenção do bebê na cena da mamadeira; na cena na qual o porquinho está chorando e pára quando Seu Léo se aproxima; e na cena final, quando um grande coração abraça os personagens. Nessa hora eu costumava abraçar bem forte a Bibi, reproduzindo a cena de amor que encerra a história. Coloquei páginas do livro no Face. Fica mais fácil para visualizar.

Confesso que foi um livro que eu pedi para ser relido um número de vezes maior do que a minha filha. E foi emocionante quando ela, aos seis anos, teve que escolher um livro seu para levar para a escola e compartilhar com os colegas. Ela escolheu este, do Seu Léo. Prova de que as leituras realizadas na sua fase de bebê ficaram em sua memória como uma experiência marcante.

 

 

03

Palavra da especialista

Todo mundo acha que livro para bebê tem que ter só uma palavra por página, mas não é verdade. Por isso a minha primeira indicação para o nosso bebê leitor é um livro com texto narrativo com uma ou dois parágrafos por página. O que é mais importante na escolha de um livro para os nossos filhos é que o texto faça sentido para o leitor adulto, seja ele o papai, a mamãe, a vovó... A mensagem do "Seu Léo" era tão forte que logo todos em casa se contagiaram. Alberto, o pai, se emocionou quando encontrou uma pelúcia que parecia o Pintadinho. E a Bibi entendeu que aquele livro era importante para a nossa família e por isso merecia ser lido!

 

 

04

Onde encontrar?

A obra foi impressa pela última vez em 1994, em terceira edição. Uma pena, a Editora Ática não imprimiu mais, a autora faleceu e talvez o livro tenha se perdido para sempre. Mas agradeço imensamente aos sebos virtuais, pois se eles não existissem os livros simplesmente sumiriam. No fechamento deste post, encontrei mais de um exemplar do livro a venda na livraria on line Estante Virtual.

 

 

05

Tome nota!

Título: "Seu Léo e o Pintadinho"

Autora: Odette Barros Mott

Ilustradora: Sandra Aymone

Editora: Ática 

Please reload