© 2015 por Bebê Leitor. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Tags
Destaque

O que é o Bebê Leitor

1/1
Please reload

Resenha: "Quero colo!"

05.09.2016

 

 

01

Por que ler?

 

Atualmente, Fernando Vilela é um dos ícones da ilustração no livro infantil, sendo requisitado para ilustrar livros de grandes editoras nacionais e internacionais. Artista plástico, também é escritor. Com Stela Barbieri, educadora e também artista plástica, já publicou mais de uma dezena de livros e recebeu diversos prêmios de literatura: FNLIJ, Crescer, Funarte, Jabuti, IBBY (International Book Board for Young People) e até menção honrosa em Bolonha. Uffff! A dupla é bárbara, envolvida com a causa do livro infantil e preocupados com a educação das crianças e a formação dos professores. Mas, se eles não fossem tudo isso, eu também indicaria os livros deles para o nosso bebê leitor pois adoro a estética simples do Fernando e a narrativa inteligente da Stela. Sorte a nossa que eles lançaram "Quero colo!", um livro essencial para a biblioteca do bebê. Um belo livro que apresenta “o colo” em várias situações: o colo da mãe que trabalha, da vó que faz dormir, do pai que sai para passear... E como os livros deste casal são sempre um show de inteligência, eles aproveitam o tema para mostrar que outros animais, além dos humanos, também dão um colinho para seus filhotes: a mãe gorila dá colo para fazer o gorilinha comer, a mãe canguru faz da sua bolsa um colinho especial e o colinho da mamãe ursa é muito quentinho! Mas, calma, esse livro de uma frase por dupla de páginas não para de ensinar coisas novas para o leitor: além dos animais, as ilustrações mostram homens e mulheres de etnias variadas. Tem a indiana, a africana, a chinesa, a caiapó, a inuit, o cangaceiro, o russo... Quanta coisa para explorar! Este livro é ma-ra-vi-lho-so! O bebê leitor vai terminar a leitura mais sabido e mais curioso. Se ele estender os bracinhos pedindo o seu colinho, não resista: ele entendeu o texto e, é claro, quer colo!

 

 

02

Como ler?

 

Este é um livro que rende um zilhão de conversas sobre o tema principal (o colo) e sobre todos os demais temas que a narrativa visual presenteia o leitor: lugares, pessoas, animais, a família, o trabalho. A cada dupla de páginas, fale tudo aquilo que souber sobre a cena e, se não souber, estude antes. Adulto estudando para ler para o bebê? Por que não?! Quanto mais sabemos das coisas, mais competentes somos para ler e interpretar um texto. O que você sabe sobre os inuits? Que eles moram no frio do Ártico, que se vestem com peles de animais bem e que o azul escuro da cena do livro remete ao gelo e ao frio da região. O colinho, neste caso, é para consolar a tristeza do bebê. O que será que aconteceu com ele para chorar tanto?! Viu quanto assunto?! Minha cena preferida é a da mãe caipó com o bebê amarrado ao redor do tronco. Um cena que retrata realmente o modo como os caipós carregam os bebês. Já reparou como os indígenas brasileiros aparecem pouco nos nossos livros infantis? Não é à toa que Stela & Fernando elegeram essa cena para este livro. Faço esse convite ao preparo prévio da leitura pois tenho certeza de que, quanto mais informações a criança recebe de seus pais, mais elementos ela terá para mais adiantes ter uma maior competência leitora e um melhor desempenho escolar.  

 

 

03

Palavra da especialista

 

Vamos derrubar o mito de que os produtos para a criança pequena devem seguir um determinado padrão estético. Bo-ba-gem, bo-ba-gem, bo-ba-gem!!! Aquilo que a gente oferece para os nossos filhos, sobretudo quando são muito pequenos, devem obedecer a dois critérios: 1. ser do gosto dos familiares (ou pelo menos fazer sentido para nós, pais); 2. ser diferente do nosso gosto, do gosto dos pais. É contraditório, eu sei. Mas somente assim educamos na e pela diversidade. No caso dos livros, na diversidade estética. Fernando Vilela trabalha com técnicas da xilogravura. Seus livros sempre parecem que foram carimbados e os elementos figurativos que o compõem não são totalmente delineados: linhas e cores conduzem o olhar do leitor para além das formas definidas, convidando-o a imaginar a partir da ilustração. Em "Quero colo!" não é diferente. Os fundos de textura se mesclam aos vazados das figuras humanas e dos animais. As cenas ganham movimento apenas com as linhas dos desenhos e, com elas, o leitor pode inferir emoções como o humor, a tranquilidade, a tristeza, o aconchego... Desfrute das cores, dos traços fortes, do traçado nonsense. E este é um pedido meu muito especial: tenha sempre na biblioteca do seu filho livros com ilustrações variadas, valorizando visuais distintos daqueles que você e sua família estão mais acostumados. Afinal, não é à toa que no livro infantil nacional temos tantos artistas plásticos como Fernando e Stela. As editoras reconhecem a importância dessa diversidade, sorte a nossa!

 

 

04

Onde encontrar?

 

Trata-se de um lançamento de 2016, acabou de sair do forno! Quem me recomendou foram as meninas da Livraria Casa de Livros. Pesquisei na internet no momento de fechamento deste post e não tive dificuldade de encontrá-lo em diversas lojas virtuais: da Submarino à Saraiva, com algumas variações pequenas no valor. Não hesite em comprar pela internet. Mas se quiser, eleja uma livraria como sua fornecedora e desenvolva uma relação especial com o seu livreiro preferido. Vai ser mais divertido, garanto! 

 

 

05

Tome nota!

 

Título: Quero colo!

Autores (texto e ilustração): Stela Barbieri e Fernando Vilela

Editora: Edições SM

 

Please reload