© 2015 por Bebê Leitor. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
Tags
Destaque

O que é o Bebê Leitor

1/1
Please reload

Ler, clicar e... amar!

22.01.2017

 

 

  “O Ministério da Família adverte: este livro poderá causar vontade incontrolável de ter filhos”.

 

Esse alerta é a epígrafe da obra “Brincar, clicar e amar” e antecipa para o leitor o tom divertido e delicado com que a autora, Giselle Sauer, trata o tema da fotografia em família. Sim, isso mesmo. Fotógrafa experiente, Giselle não pretende ensinar truques para conseguir as melhores poses do seu bebê tampouco técnicas de luz e enquadramento que gerarão as melhores imagens. Longe disso. Ela fala de afeto e de memória. Ela fala de família e de momentos. E nesse contexto ela nos lembra sobre a importância do registro fotográfico.

 

“Enxergar os momentos e saber o que você quer mostras às pessoas”.

 

Bocas sujas de comida, caretas de susto, sorrisos babões, maõzinhas meladas... Qual o momento que mais revela a emoção de ter um filho?

 

Eu amava as bocas encobertas de chocolate dos meus filhos por volta dos 4-8 anos. Gulosos como eram, não resistiam a um espetinho de morango com cobertura de chocolate. Tenho muitas fotos dessa meleca toda. Nunca foram as mais bonitas, confesso. Eram fotos apressadas, clicadas antes que aparecesse um guardanapo desavisado querendo limpar aquela alegria toda. Mas amo essas fotos! Tanto que fotografei a mesma cena uma, duas, três vezes. Até que eles me pediram para parar, pois ficavam envergonhados...

 

É sobre isso que Giselle quer falar. 

 

“A fotografia é um reflexo de quem somos, o tipo de relação que temos com as pessoas, do que nos cercarmos e alimentamos nossos olhos, nossas almas”.

 

Achei lindo! E mais lindo ainda são os ensaios de fotos que ela nos apresenta ao longo do livro. Fotografar os detalhes do corpinho do bebê. Do pezinho todo enrugado do recém-nascido ao pezinho gorducho que dispara a correr pela casa quando ele começa a andar. As caretas e expressões que faz durante o banho nos primeiros dias e aos 4, 6, 8, 10... meses. O sono. A manha. O choro. O sorriso. As brincadeiras. Os dentes.

 

Observar, conscientizar-se e, então, fotografar. Observar seu filho, conscientizar-se do seu amor por ele e então fotografar aquilo que mais importa para você. Não tem regra, não tem técnica. Tem presença de espírito e, é claro, uma máquina fotográfica nas mãos. O tempo todo (por sorte, com o avanço dos celulares ficou bem fácil ter uma máquina por perto).

 

O mais interessante do livro é que Giselle narra através das imagens e também de pequenos textos em forma de legenda. Falei em um post anterior sobre a legenda das fotografias em família como sendo um dos primeiros textos com os quais a criança tem contato. São textos carregados de afeto e de memória.

 

Acho que a Giselle e eu temos algo em comum: a fotografia, assim como a leitura, quando realizada em família deve ser regida pelo amor. “Fotografe o amor”, nos convida Gisele. “Não deixe as memórias mais preciosas que você tem se perderem com o tempo”. Essa é dica deste mês para a biblioteca dos pais. Afinal, conforme os livros da biblioteca dos filhos crescem, também a nossa se amplia. Em quantidade e, principalmente, em temas. Saúde, desenvolvimento, brincadeiras, educação e, por que não, fotografia. Desfrute!

 

 

Livro: "Brincar, clicar, amar - como fotografar as melhores lembranças dos seus filhos e da sua família"

Autora: Giselle Sauer

Editora: Belas Artes

 

Please reload