Tags
Destaque

O que é o Bebê Leitor

1/1
Please reload

Resenha: "Ai, machuquei!"

18.08.2016

 

 

01

Por que ler?

 

Thiago Lopes é designer gráfico e especialista em fazer livros. Para mim, é um autor completo pois, além de dominar a arte de fazer livros em sua materialidade, também é um excelente contador de histórias. Seus livros reúnem uma narrativa sintética na parte do texto mas cheia de detalhes nas ilustrações. "Ai, machuquei!" é um dos meus preferidos. Primeiro pelo tema. Crianças pequenas vivem caindo, tropeçando, esbarrando, batendo... O mundo que a cerca é pouco amigável com seus móveis, quinas, degraus, tapetes... O problema maior nem sempre é o machucado, mas sim o susto que ele provoca na criança (e também nos adultos!). O resultado é aquela choradeira que às vezes parece não ter fim... Colinho, carinho e até canções mágicas são acionados pelos familiares com o intuito maior de consolar. Tratar o assunto por meio da literatura é uma excelente oportunidade para ajudar o bebê a começar a compreender que é preciso ter cuidado, que acidentes acontecem e, principalmente, que a dor passa. Uma boa estratégia para ensiná-lo a dimensionar o incidente e a se acalmar. Gosto disso, quando os livros para bebê falam de sentimentos, na prática. Outro motivo é a proposta de Thiago de oferecer ao pequeno leitor um livro interativo que estimula os sentidos da visão e do tato por meio de um pedacinho de velcro na cor vermelha que representa o machucado de cada personagem. O curativo marcador é outro elemento que promove a interação, pois com ele o bebê pode ajudar a "passar" o dodói dos personagens "colocando" o curativo nos machucados e conversando sobre o assunto com o adulto que o acompanha nesta leitura. 

 

 

02

Como ler?

 

Durante a leitura, faça comentários sobre os contextos nos quais os personagens se machucam, procurando explicar o que aconteceu com cada um deles. Gabriela bate a canela no balanço. Acidentes acontecem, foi sem querer. Mas o que faz o Pedro mexendo no armário da cozinha? Que levado! Não pode! Estimule também o bebê a reproduzir os cuidados básicos de higiene quando a gente se machuca: limpar o machucado com água e sabão, colocar o curativo, acalmar os personagens. Essa situação de jogo imaginário vai trazer elementos para o bebê se apropriar do que acontece quando ele se machuca, sobre a reação dele e dos adultos também. Se o seu bebê se machucar, volte a ler o livro e ajude-o a se consolar ao ver o machucado dos personagens e saber que já já vai passar!

 

 

03

Palavra da especialista

 

Ler para brincar, ler para comer, ler para dormir, ler para se consolar... Não faço aqui nenhuma defesa dos livros de autoajuda, mas por favor que ninguém mais duvide sobre as finalidades práticas que a leitura pode ter para o bebê. Para todos nós, não é mesmo?! Afinal, através da literatura podemos ter uma maior consciência de nós mesmos e conhecer melhor o mundo. "Ai, machuquei!" é genial por causa disso. Grande sacada do autor/ilustrador Thiago Lopes que, além de mostrar situações mais ou menos perigosas nas quais a criança pode se machucar, ainda presenteia o nosso bebê leitor com um curativo especial que ajuda a sarar tudo... Afinal, muitas vezes, o melhor remédio para o machucado do bebê é o consolo que ele recebe!

 

 

04

Onde encontrar?

 

Livros acartonados, com textura e um complemento de plástico só podem, atualmente, ser impressos na China ou em outra gráfica qualquer fora do país. Aqui no Brasil são pouquíssimas gráficas que realizam este tipo de trabalho e a impressão nesse formato é muito, mas muito cara. "Ai, machuquei!" já está em segunda reimpressão, o que indica que o livro é um grande sucesso comercial e que a editora investe bastante nele. Vai ser fácil, assim, encontrá-lo nas livrarias e nas lojas virtuais. 

 

 

05

Tome nota!

 

Título: Ai, machuquei!

Autor e ilustrador: Thiago Lopes

Editora: Brinque-Book

 

Please reload

© 2015 por Bebê Leitor. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon